ESPECIAL  
PREVISÃO DE CRESCIMENTO ACIMA DE 2 DÍGITOS ANIMA MERCADO PARA O DIA DAS CRIANÇAS
A estimativa de aumento de mais de 12% neste ano é da Abrinq, motivada principalmente pelo aumento da participação de mercado dos fabricantes nacionais

Segundo a Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos (Abrinq), a indústria de brinquedos do País "não para de crescer há nove anos consecutivos e tem como previsão mais 12% de crescimento este ano", Já no primeiro semestre do ano este índice registrou um saldo positivo de 2,5% acima do mesmo período do ano de 2015 e a meta da entidade, de acordo com seu presidente, Synésio Batista da Costa, é tomar mais 5% de share dos brinquedos importados da China, como no ano passado, que representam algo como R$ 100 milhões.
Entre os que cresceram em participação de mercado no ano passado estão os jogos, com 10,2%, seguido pelos brinquedos esportivos (patins, triciclo, veículos, bicicletas), 9,8%; reprodução do mundo real (kit mecânico, químico, jogos de panela), 9,5%; pelúcia e eletrônicos (tablets de brinquedo), empatados com 4,7%, e blocos de construção, 4,1%.
Perderam share os veículos (carrinhos, motos, pistas), de 15% para 14,2%, puericultura (7,9% para 6,3%), fantasias (3,9% para 3,8%) e os brinquedos de madeira (5,2% para 5,1%).
As lojas especializadas continuam imbatíveis entre os canais de venda, com crescimento de participação de 39,2% para 41,3%. A internet vem ganhando terreno: na estatística de 2008 era traço, atualmente passou de 15,4% para 18,8% de participação. Em terceiro lugar estão os atacadistas (18,5%), magazines (12,8%) e autosserviço (supermercados), com 8,6%.
De acordo com o presidente da entidade, nos últimos cinco anos houve um aumento do tíquete médio e da compra de brinquedos per capita, que passou de 5 a 6 brinquedos por criança para 7 a 8. Até 2021, ele acredita que a relação entre brinquedo nacional e importado no mercado brasileiro deverá ficar entre 70% e 30%, respectivamente.

Vendas por Linhas e Canais

LINHA DE BRINQUEDOS 2015
Veículos (carrinhos, motos, pistas) 14,2%
Reprodução Mundo Real (jogos de panela, móveis, kit mecânico) 9,5%
Blocos de Construção (encaixe para montagem de estruturas) 4,1%
Bonecas e Bonecos em geral e seus acessórios 19,7%
Puericultura (mordedores, chocalho, móbile) 6,3%
Jogos (tabuleiro, cartas, figuras, memória) 10,2%
Pelúcia 4,7%
Madeira 5,1%
Eletrônicos e Áudio-visuais (tablets e laptos de brinquedo, perguntas e respostas, video-games) 4,7%
Esportivo (patins, patinete, triciclo e veículos a pedal ou elétricos, bicicletas, lançadores de água) 9,8%
Fantasias (roupas de personagens ou mitos, acessórios como unha postiça, maquilagem de brinquedos, aplique de cabelo) 3,8%
Outros 7,9%
TOTAL 100,%


VENDAS POR CANAIS 2015
a) magazines 12,8%
b) autosserviço (supermercados, etc.) 8,6%
c) especializados 41,3%
d) atacadistas 18,5%
e) internet 18,8%
TOTAL 100%

Fonte: Fabricantes nacionais e varejistas

DISTRIBUIÇÃO DOS PREÇOS AO CONSUMIDOR FINAL

BRINQUEDOS (R$) 2015
até R$ 10,00 12,2%
de R$ 11,00 a R$ 20,00 13,1%
de R$ 21,00 a R$ 30,00 19,5%
de R$ 31,00 a R$ 50,00 23,0%
de R$ 51,00 a R$ 100,00 18,2%
acima de R$ 100,00 13,5%
TOTAL 100%

Fonte: Fabricantes nacionais. NOTA: Do total de brinquedos lançados a cada ano.

VENDAS POR SEGMENTO

  2015
Desenvolvimento afetivo 20,3%
Primeira idade 21,3%
Mundo técnico 7,9%
Atividades fisícas 9,5%
Atividades intelectuais 13,9%
Criatividade 12,5%
Relações sociais 14,6%
TOTAL 100%

BALANÇA COMERCIAL
MERCADO DE BRINQUEDOS (US$)

  2013 2014 2015
Importação
390.608.698
346.297.688
329.781.193
Exportação
11.188.369
10.189.395
10.081.469

Veja lançamentos para o Dia das Crianças:

Veículos (Carrinhos, Motos, Pistas)
Bonecas e Bonecos em Geral e seus Acessórios
Reprodução do Mundo Real
Blocos de Construção
Puericultura
Jogos
Pelúcia
Madeira
Esportivo
Playground
Eletrônicos e Áudio Visuais
Fantasias

 

 
1997-2016 Editora Quatro Estações - Todos os Direitos Reservados